Notícias

NOVAS PARCERIAS SÃO SOMADAS À REDE PERNAMBUCANA DE MUNICÍPIOS SAUDÁVEIS

/image/journal/article?img_id=43913189&t=1526306877397

Publicada em: 14 / 05 / 2018

Técnicos da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – Condepe/Fidem estiveram reunidos, essa semana, com representantes da Associação Municipalista de Pernambuco – Amupe e do Núcleo de Saúde Pública (Nusp) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) no sentido de organizar as atividades de um encontro dos 24 prefeitos dos municípios integrantes da Rede Pernambucana de Municípios Saudáveis. Este evento será realizado em junho em Sairé, conhecida como Terra da Laranja e do buscapé, que hoje ostenta na sua entrada Sairé, Cidade Saudável, piloto da experiência de aplicação da metodologia, focando na questão da gestão ambiental.

A reunião do grupo técnico ocorreu no Nusp e contou com a presença das técnicas da Agência Condepe/Fidem Célia Trindade, coordenadora da Rede pela entidade, e Danielli Cristini, do Nusp, Rosane Sales, Socorro Freire e Maria José Lucena já a Amupe foi representada por Verônica Ribeiro.

A Agência Condepe/Fidem apresentou um resumo sobre objetivos e ações em andamento executadas atualmente pela Rede Pernambucana de Municípios Saudáveis. Já a Amupe relatou ações do projeto Gestã Cidadã, que a associação desenvolve visando contribuir para a consolidação de gestões públicas sociais, democráticas e participativas, que atendam os interesses públicos e atores de forma transparente.

Segundo Célia Trindade, a contribuição da Amupe na realização do encontro de gestores será muito importante para a sensibilização dos prefeitos à participação no evento “há necessidade de uma gestão de parcerias, para andamento da intersetorialidade e desenvolvimento local”. Ela explica que a escolha de Sairé como sede do encontro se dá devido a ser pioneiro na execução de ações desta metodologia. ‘Sairé tem sido exemplo em desenvolvimento sustentável, entre outros municípios pernambucanos, principalmente com relação ao destino final dos resíduos sólidos. É preciso crescer com qualidade e planejamento dentro da realidade”, revela a técnica.