Notícias

AVANÇA O PROCESSO DE REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE TAQUARITINGA NO NORTE

/image/journal/article?img_id=43854622&t=1525960393186

Publicada em: 07 / 05 / 2018

 

Dentro das atividades da revisão do Plano Diretor Participativo de Taquaritinga do Norte, no Agreste, iniciado em 2017, foi realizada no último dia 4 uma reunião com a equipe que integra o Núcleo Gestor.

 

O evento ocorreu na sede da Câmara de Vereadores do município com a participação dos técnicos da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – Condepe/Fidem, Paulo da Fonte, Larissa Carvalho e Danielli Cristini, além de vereadores, secretários e técnicos municipais e representantes da sociedade civil.

 

No encontro foram abordadas as temáticas a serem trabalhadas e o passo a passo o processo da revisão do Plano Diretor Participativo. Ao todo serão cinco etapas a serem trabalhadas, tendo sido concluída a primeira delas nesta reunião correspondendo à preparação, mobilização e sensibilização. Iniciada a 2º etapa : Leitura da Cidade (técnica e comunitária), que visa garantir a atualização do diagnóstico do município.

 

As reuniões previstas têm o objetivo de construir junto ao Núcleo Gestor as etapas para a revisão. Segundo Paulo da Fonte nesta etapa devem ser identificadas as principais questões locais, e como a população compreende e idealiza o município: “se deve ter o cuidado de espacializá-las, ou seja, descrevê-las no espaço, de modo que possam ser mapeadas. Desta forma se constrói uma leitura que retrate de forma mais real possível a realidade vivida na cidade”, comenta o gestor da Agência Condepe/Fidem.

 

Compete ao Núcleo Gestor formular os planos de trabalho de elaboração técnica e mobilização social; elaborar o cadastro das organizações sociais atuantes da sociedade civil; coordenar os núcleos de comunicação, de informação/capacitação e de organização da participação; propor critérios para decidir prioridades; garantir o cumprimento das regras e normas estabelecidas coletivamente e compatibilizar o trabalho técnico com a leitura comunitária, visando assegurar o interesse coletivo e o bom estado de toda formação ao longo de todo o processo de revisão do Plano Diretor.